Um dia na academia com Jessamyn Stanley

Identidade

Descubra qual é a filosofia de treino de Jessamyn, que horas ela prefere praticar e o que ela precisa para ter um bom treino.

Por Brittney McNamara

9 de maio de 2019
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest
Bobby Quillard
  • Facebook
  • Twitter
  • Pinterest

O atletismo ocorre de várias formas, de ginastas dominantes ao mundo a gurus do fitness com deficiência. Este não é um jogo único, e estamos aqui para honrar isso. Confira The Hustle, uma coluna que detalha as rotinas de condicionamento físico de celebridades e influenciadores, desde que hora do dia eles gostam de se exercitar até a música em sua playlist que mais os motiva. Aqui, a defensora da positividade do iogue e do corpo Jessamyn Stanley nos dá uma espiada dentro do que acontece em sua agitação, e seu novo aplicativo para pessoas que não sentem que se encaixam no estúdio de ioga.





Teen Vogue: Qual é a sua filosofia de treino? O que te motiva?

pete memes

Jessamyn Stanley: Minha filosofia de treino é 'divirta-se'. Não 'perder peso', não 'tonificar', não 'ser saudável'. É 'se divertir'. Quando me concentro em me divertir, sou capaz de me exercitar da maneira que os seres humanos devem fazer exercício físico. Sou capaz de me apoiar no meu eu mais primitivo e perder qualquer apego à perfeição artificial. Estou motivado pelo desejo de viver plenamente no momento presente e experimentar a alegria que a vida tem para oferecer.

TELEVISÃO: Qual é o seu tipo favorito de treino e por quê?

JS: Fora da prática postural vigorosa da ioga, meu tipo favorito de exercícios é andar de bicicleta e nadar.

TELEVISÃO: Você tem uma hora do dia em que prefere se exercitar?

JS: Prefiro malhar de manhã - adoro ancorar meu dia com atividade física.

TELEVISÃO: O que você precisa para ter um bom treino? Pode ser uma determinada roupa, pessoa, objeto - qualquer coisa!

JS: A única coisa que realmente preciso para um bom treino é uma boa lista de reprodução e fones de ouvido bluetooth. Literalmente, irei para casa da academia se esquecer o meu music player e / ou meus fones de ouvido. A música me ajuda a encontrar um ritmo profundo dentro da minha alma, para poder treinar nos meus treinos, especialmente nos dias em que preciso de um pouco mais de motivação.

TELEVISÃO: Como você pratica o autocuidado, descansa e recarrega os treinos?

JS: Eu pratico o autocuidado, dedicando um tempo para fazer muitas práticas de amor para o meu corpo físico - rolagem muscular, alongamento pós-treino, várias aplicações de pomada e óleo, cannabis e (meu favorito de todos os tempos) banhos de espuma Epsom. Também acho útil praticar o autocuidado mental, sem me concentrar nos meus exercícios depois que eles terminam. Eu celebro minhas vitórias e resisto ao desejo de me repreender por não fazer mais / diferente / melhor / etc.

TELEVISÃO: Você já sentiu que não se encaixa com outras pessoas nas aulas de ginástica? Como você passou por isso e que conselho você dá para outras pessoas que podem se sentir assim?

JS: Sinto (e ainda sinto!) Que não me encaixo com outras pessoas nas minhas aulas de ginástica. Frequentemente sou minoria por um motivo ou outro - gordo, preto, esquisito, faça a sua escolha. Supero os bloqueios mentais lembrando que não treino para ninguém além de mim. Meu conselho é parar de pensar em outras pessoas e ignorar completamente as experiências de alguém que não seja você. Pare de projetar seu sh * t em outras pessoas. Desfrute de trabalhar apenas para você e você.

TELEVISÃO: O que o motivou a criar seu novo aplicativo The Underbelly? Como você espera que inspire as pessoas?

JS: Eu estava motivado a criar The Underbelly pelo número esmagador de pessoas que acreditam que não são capazes de praticar yoga. Espero que inspire as pessoas a saberem que TODO corpo é um corpo de ioga e TODOS merecem experimentar amor e compaixão regularmente.

Palavras-chave: The Hustle: Hunter McGrady em sua rotina de fitness